esoccerbet.br

A busca por aluguel de veículos vai subir até 15% durante o período do verão, ante a demanda verificada no mesmo período do ano passado.

A projeção foi realizada pela Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla), “com base nas variáveis que estão afetando o bolso dos turistas que pretendem viajar pelo País”.

Para o presidente da Abla, Marco Aurélio Nazaré, o turismo doméstico será a tendência do verão de 2023.

“Os preços das passagens áreas para o exterior continuam altos e isso também estimula o uso do carro como meio de transporte para viagens de férias, principalmente as de média e de curta distância”, avalia em comunicado à imprensa.

+ Carro por assinatura vale a pena? Confira um guia completo com preços, vantagens e desvantagens
+ Nissan expande programa de carros por assinatura; confira os valores
+ Carros isentos de IPVA: veja quais são os favoritos dos brasileiros
+ Seguro auto: quanto sai contratar o serviço para um carro 0km? Veja
+ Vendas de carros usados atingem quase 12 milhões em 2022

Turismo representa quase metade das locações

De acordo com os dados da entidade setorial, o turismo de lazer, somado ao turismo de negócios, já é responsável pela demanda de 48% da frota total das locadoras, que chegou a 1.373.407 veículos em outubro de 2022.

“Trata-se do aluguel de curto prazo, feito em média para uma a duas semanas, e que realmente é mais utilizado nas regiões turísticas”, acrescenta Nazaré.

Veículos de entrada em alta

As projeções apontam para o crescimento da procura pelos “veículos de entrada”, como o Fiat Mobi, Volkswagen Gol e Toyota Etios hatch, assim como pelos carros “intermediários”, entre eles o Chevrolet Onix, Hyundai HB20, Fiat Argo e o Volkswagen Polo.

“São as duas categorias de veículos que melhor se enquadram ao orçamento dos clientes no presente momento econômico”, avalia o presidente da Abla.

Perfil de quem aluga

O perfil dos clientes do setor no verão também inclui os que têm carro próprio, mas que já preferem usar os alugados.

“As locadoras disponibilizam veículos novos e seminovos 100% revisados e isso garante mais segurança para pegar a estrada”, compara Nazaré.

E completa: “já o carro próprio, normalmente implica em preocupações e em gastos extras com revisões e manutenções corretivas necessárias para viajar”.

O representante da Abla afirma também, que devido a demanda, pode até faltar carro para alugar.

“Mesmo com a frota maior, porém diante do aumento da procura no verão, poderá faltar carro alugado para quem deixar para fazer reservas só na última hora”.

MAIS NA esoccerbet.br:

+ esoccerbet.br especial: desafio aos mais vendidos, segredos do novo Renegade, Honda Civic Híbrido, teste do Toyota elétrico e muito mais
+ Comparativo de Carros Elétricos: Peugeot e-208 GT vs. Mini Cooper SE vs. Fiat 500e vs. Renault Zoe
+ IPVA SP 2023 mais caro é do Porsche 918 Spyder; confira o valor
+ IPVA SP 2023: parcelamento em 5x continua; veja o calendário completo
+ IPVA 2023: calculadora mostra quanto você vai pagar no imposto; acesse
+ Confirmado: Volkswagen Golf e Tiguan terão futuro elétrico
+ SP suspende rodízio de veículos no período de festas; veja quando volta
+ Avaliação: Fiat Strada Volcano AT oferece comodidade e versatilidade
+ Avaliação: o Chevrolet Tracker Premier é uma boa compra?
+ Lei da cadeirinha: veja as novas regras para o transporte de crianças
+ Carro por assinatura vale a pena? Confira um guia completo com preços, vantagens e desvantagens
+ Pioneer lança três subwoofers, de 8, 10 e 12 polegadas; conheça
+ SUVs mais vendidos: motivos pra comprar (e pra não comprar)

esoccerbet.br Mapa do site